sábado, 21 de julho 4:04
assine
Postado:     09:42

Chapecoense renova meta e começa o Brasileirão contra o Atlético-PR

Share

Ao lado de Cruzeiro, Flamengo, Santos e São Paulo, a Chapecoense ostenta a honra de nunca ter sido rebaixada da elite do Campeonato Brasileiro. E é em busca disso que o Verdão vai mais uma vez em busca, em caminhada que terá início às 19h deste domingo, em Curitiba, onde irá enfrentar o Atlético-PR na Arena da Baixada. 

Nos últimos anos, a equipe do Oeste do Estado tem feito mais do que lutar contra o descenso. Desde que chegou à Série A tem colhido resultados melhores a cada temporada.
No ano da estreia, em 2014, lutou até a última rodada para evitar o descenso, meta alcançada com o 15º lugar. Mais cascuda em 2015, a Chape evoluiu para o 14º lugar ao fim da competição.

Mas o grande salto foi a partir de 2016, quando terminou no 11º lugar. Na temporada passada, no ano marcado pela reconstrução do time após o acidente aéreo na Colômbia, em que 71 pessoas perderam as vidas, o time fez sua melhor campanha, com o oitavo lutar e a conquista de uma vaga na Pré-Libertadores deste ano, em que foi eliminado pelo Nacional do Uruguai.

Mudanças no time titular

O elenco do Verdão mudou desde o fim do ano passado, com alterações na defesa, no meio e no ataque, mas manteve a espinha dorsal, que vai desde o goleiro Jandrei ao atacante Wellington Paulista. Mas o time que perdeu a final do Campeonato Catarinense por 2 a 0 para o Figueirense vai ter mudanças para a estreia no Brasileirão.

Em relação à decisão, Apodi entra na lateral direita no lugar de Eduardo e Arthur Caike substitui Guilherme no ataque. Com uma opção para deixar o Verdão mais ofensivo, o meio-campista Luiz Antônio dá lugar para o atacante Vinícius. Pelo que Gilson Kleina mostrou durante a semana, essa deve ser a formação da Chape na estreia.

– O futebol brasileiro mudou. Não existe uma equipe com um só conceito de jogo. Todas as equipes têm um plano B. Vamos jogar contra um Atlético que joga no 5-4-1 e varia pro 3-4-3. Temos padrão no jogo apoiado, mas na Arena da Baixada, no apoiado, vamos sofrer muito. Precisamos da transição – apontou o treinador, explicando que a Chape terá uma saída de jogo mais rápida.

Após a decisão do Catarinense, a Chapecoense teve uma semana para se preparar para o confronto deste domingo. Já o Furacão, após faturar o título do Paranaense, jogou no meio da semana contra o Newell’s Old Boys, pela Copa Sul-Americana, e goleou por 3 a 0.

 

Informações e Foto: Diário Catarinense

Área para Assinantes

Por favor, logue no site.