sexta-feira, 22 de junho 4:01
assine
Postado:     20:02

Imagens falsas de vítimas da guerra na Síria viralizam e comovem internautas

Share

Fotografias foram tiradas em lugares e datas diferentes, representando uma falsa ilusão


Milhares de pessoas mortas, lares destruídos e famílias que tentam fugir do caos. Este é o cenário de devastação deixado pela guerra na Síria, no Oriente Médio, desde 2011.

As imagens que retratam o conflito periodicamente tomam conta das redes sociais como nas últimas semanas e provocam sensibilidade nas pessoas.

Uma reportagem publicada pelo jornal O Globo mostrou que nem tudo o que vemos na internet pode ser verdade. Em muitos casos, os registros de crianças abandonadas, machucadas e expostas a todo aquele perigo, são parte de uma falsa ilusão.

Eles mostram confrontos de outros países e algumas até não têm qualquer relação com o conflito sírio, como costumam identificar as legendas. Um dos casos mais falados foi o da garotinha de olhos azuis que sorrio para câmera ao ser fotografada.

A notícia compartilhada mais de mil vezes fala de que a criança foi encontrada sozinha em meio a guerra e perguntava pelos pais que haviam morrido. Apesar da mobilização popular em torno da história, ela é falsa. As imagens foram publicadas originalmente em setembro de 2017 pelo fotógrafo Ahmad Sabouni.

A verdade é que a garota se chama Sidra e não é órfã. Ela continua sob os cuidados dos pais em uma área mais segura do país, na cidade de Homs. O próprio autor da foto desmentiu o boato numa nova publicação feita nesta segunda-feira, dia 5, após a versão falsa da história ter se espalhado pela internet.

A foto de um menino Sírio deitado entre os túmulos de seus pais, publicada mais de 170 mil vezes nas redes sociais, comoveu muito os internautas.

A intenção do fotógrafo Abdul Aziz Al-Otaibi era provocar a reflexão sobre a ausência dos pais para as crianças que vivem em meio à guerra, quando produziu o ensaio fotográfico na Arábia Saudita, em dezembro de 2013.

Al-Otaibi queria mostrar como o amor pelos pais era insubstituível, mas não planejou qualquer relação entre a foto e a guerra na Síria. Mesmo assim, internautas passaram a compartilhar a imagem como se ela retratasse o abandono de um órfão em meio ao conflito no país.

De acordo com o fotógrafo, a criança fotografada é seu sobrinho e os túmulos não são verdadeiros. As fotografias foram tiradas na cidade portuária da Arábia Saudita.

Outra foto bastante comentada nas redes sociais foi a da criança sendo carregada pelo pai, a fim de escapar da violência na guerra.

O contexto em que essa foto foi feita também era de confronto, mas a imagem não é um registro da guerra na Síria. O clique da família que tenta se proteger em meio ao caos foi feito em março de 2017, no Oeste de Mosul, no Iraque.

A foto foi tirada pelo fotógrafo Goran Tomasevic durante uma ofensiva do exército iraquiano, que teve início em outubro de 2016 e durou nove meses.

 

Fonte: Oeste Mais

Área para Assinantes

Por favor, logue no site.